Treinando esta mente

~ Ven. Ajahn Chah ~

[1] Treinando esta mente… Na realidade não há nada de especial na mente. Ela é simplesmente radiante em si mesma e por si. É naturalmente pacífica. Por que é que a mente não está em paz agora mesmo? Tal deve-se a que ela se perde nos seus humores. Não há nada específico na mente. Ela simplesmente permanece no seu estado natural, é só isso. O fato de a mente se sentir em paz umas vezes e outras sem paz é porque fica iludida por esses humores. Na mente não treinada falta sabedoria. É uma idiotice. Os … Continue lendo

Rosto de Uma Dama

Rosto de Uma Dama [O Poder da Associação]

Muito tempo atrás, o Rei de Benares tinha um elefante real que era gentil, paciente e inofensivo. Além da sua doce disposição, ele tinha um adorável rosto suave. Então, ele era carinhosamente conhecido como ‘Rosto de Uma Dama’.

Uma noite, uma gangue de ladrões reuniu-se do lado de fora da tenda do elefante. Na escuridão, eles falaram sobre seus planos para roubar pessoas. Eles falavam em bater e matar e vangloriavam-se de terem desistido de fazer o bem para que não tivessem piedade de suas vítimas. Eles usavam um tipo de linguagem … Continue lendo

Retiro de Meditação em Passo Fundo/RS


sino
9 a 11 de agosto – Retiro de Meditação em Passo Fundo/RS

♦ Programa: Introdução à Meditação, seu contexto, técnica, conhecimento da mente aplicação na vida diária.
♦ Sexta a partir das 18h00, com entrada opcional Sábado pela manhã. Término domingo, com aulas, meditação, período de perguntas e discussões.
♦ Ministrante: Ricardo Sasaki
♦ Local: Casa Santa Cruz, Passo Fundo/RS (R. João Biazuz, 510 – Tupinambá)
♦ Participação: R$300,00 (incluída alimentação e hospedagem)
♦ Fone para inscrição e informações: (49) 8865-5339 (Claudio) ou (54) 3363-2330 (Altemir)

Conhecendo a Mente, Moldando a Mente, Libertando a Mente

Continue lendo

O Cervo que Cabulava as Aulas

O Cervo que Cabulava as Aulas [Evasão]

Era uma vez uma manada de cervos selvagens. Nesse rebanho havia um professor sábio e respeitado, com astúcia nos caminhos dos cervídeos. Ele ensinava os truques e estratégias de sobrevivência para os jovens filhotes.

Um dia, sua irmã mais nova trouxe seu filho para ele, para ser ensinado no que é tão importante para os cervos. Ela disse: “Ó irmão professor, este é o meu filho. Favor ensinar-lhe os truques e estratégias dos cervos”. O professor disse ao veado: “Muito bem, você pode vir a esta hora amanhã para a sua primeira lição”.

Continue lendo

O Avaliador dos Preços

O Avaliador dos Preços [Tolice]

Muito tempo atrás e muito distante, havia um rei que governava em Benares, no norte da Índia. Um de seus ministros era chamado de Avaliador Real dos Preços e ele era um homem muito honesto. Seu trabalho era definir o preço justo por tudo aquilo que o rei queria comprar ou vender.

Em algumas ocasiões, o rei não gosta de suas avaliações. Por vezes, o lucro não era tão grande quanto ele queria. Outras vezes, ele não queria pagar tanto ao comprar; ou vender pelo que ele pensava não ser suficiente. Então, ele decidiu mudar … Continue lendo

Minicurso Online: Nosso Campo de Trabalho

Nosso Campo de Trabalho

Programa do Minicurso Online:

É possível se inscrever a qualquer momento durante estas três semanas.

  • abertura da 1a. aula: Segunda, 08/julho/2013 : O Significado da Palavra Meditação no Oriente | 2 Características do Samādhi Correto
  • abertura da 2a. aula: Segunda, 15/julho/2013 : Mais 2 Características do Samādhi Correto | Obstáculos na Meditação
  • abertura da 3a. aula: Segunda, 22/julho/2013 : Níveis de Focamento da Mente

Este Minicurso Online é dedicado a incentivar a exploração da meditação enquanto cultivo de qualidades e limpeza de obstáculos, o trabalho de … Continue lendo

A Alegria do Esforço

~ Ven. Thanissaro Bhikkhu ~

Ao explicar a meditação, o Buddha muitas vezes estabeleceu analogias com as habilidades de artistas, carpinteiros, músicos, arqueiros e cozinheiros. Encontrar o nível de esforço correto, disse ele, é como o afinar de um alaúde de um músico. Ler as necessidades da mente no momento – ser alegrado, acalmado ou inspirado – é como a habilidade de um cozinheiro do palácio de ler e agradar os gostos de um príncipe.

Coletivamente, essas analogias assinalam um ponto importante. A meditação é uma habilidade e adquirindo sua maestria, ela deverá ser agradável da mesma forma que pode … Continue lendo

O Prato Dourado

O Prato Dourado [Ganância e Honestidade]

Era uma vez, em um lugar chamado Seri, dois vendedores de panelas e bijuterias feitas à mão. Eles concordaram em dividir a cidade entre eles. Eles também concordaram que depois que um deles passasse através de sua área, tudo bem que um tentasse vender onde o outro já tivesse estado.

Um dia, enquanto um deles estava descendo uma rua, uma garotinha pobre o viu e pediu a sua avó para comprar uma pulseira para ela. A velha avó respondeu: “Como nós, pessoas pobres, podemos comprar pulseiras?” A garotinha disse: “Uma vez que não temos … Continue lendo

O Poder da Vigilância – 3a parte

~Ven. Nyanaponika Thera ~

3. Parar e Desacelerar

Mantendo-se Sereno

Para um desabrochar completo e sem impedimentos das capacidades mentais, precisamos da influência de duas forças complementares: atividade e refreamento (controle). Essa dupla necessidade foi reconhecida pelo Buddha, o grande conhecedor da mente. Ele recomenda que mantenhamos as faculdades da energia (viriy’indriya) e da concentração (samādhi’indriya) igualmente fortes e equilibradas [1]. Além disso, ele recomenda três dos sete fatores da iluminação (bojjhanga) como apropriados para estimular a mente e outros três para acalmá-la [2]. Em ambos os casos, dentre as faculdades espirituais e os fatores da iluminação, é a vigilância … Continue lendo

O Mito do Hinayana

por Kåre A. Lie

Nos séculos por volta do nascimento do Cristo, havia um desenvolvimento radical acontecendo no Buddhismo. Uma nova escola surgiu e seus adeptos a chamaram Mahāyāna [1]. Como essa nova escola se diferenciou das escolas mais antigas pode ser encontrado em qualquer história do Buddhismo. Aqui vamos nos concentrar em um dos resultados desse cisma: o termo Hīnayāna.

Os adeptos das escolas antigas criticaram os mahāyānistas, especialmente por criarem novos sūtras, forjando a palavra do Buddha. Os mahāyānistas, por sua vez, reagiram a essa crítica acusando seus oponentes de não compreenderem completamente os ensinamentos do Buddha e … Continue lendo