TCA – A Prática da Generosidade

~ por Gil Fronsdal ~ 

Alguns oferecem o pouco que têm,
Outros que são ricos não gostam de dar.
Uma oferta dada do pouco que se tem
Vale mil vezes o seu valor.
– Samyutta Nikāya 1.32

Há duas maneiras de se entender a generosidade. Uma delas é como uma expressão espontânea e natural de uma mente aberta e um coração aberto. Quando estamos conectados plenamente com os outros e com o mundo, não é uma questão de decidir dar; a doação simplesmente flui de nós. Esse … Continue lendo

TCA – Generosidade

.

~ por Gil Fronsdal ~ 

Generosidade

Se os seres soubessem, como eu sei, os resultados de dar e partilhar, eles não comeriam sem ter compartilhado, nem a mancha do egoísmo dominaria suas mentes. Mesmo se fosse a última mordida, o último gole, eles não comeriam sem ter partilhado, se houvesse alguém para receber sua partilha. - Itivuttaka 26

 

A prática de dar, ou dāna em pāli, tem um lugar proeminente nos ensinamentos do Buddha. Quando ele ensinou uma série graduada de práticas para que as … Continue lendo

TCA – Karma

.

~ por Gil Fronsdal ~ 

Karma

Toda experiência é precedida pela mente,
Liderada pela mente, fabricada pela mente.
Fale ou aja com uma mente corrompida
E o sofrimento virá
Como a roda da carroça segue o casco do boi -
Toda experiência é precedida pela mente,
Liderada pela mente, fabricada pela mente.
Fale ou aja com uma mente tranquila

E a felicidade virá
Como uma sombra que nunca o deixa. – Dhammapada 1-2

 

 

Central … Continue lendo

TCA – Prática Sincera

.

~ por Gil Fronsdal ~

Prática Sincera

Tudo o que uma mãe, pai

Ou outro parente pode fazer,

Muito melhor é o benefício

Da própria mente corretamente dirigida.

- Dhammapada 43

 

A palavra inglesa “mindfulness” é a tradução usual para a palavra pāli: sati. De maneira mais geral, sati significa manter algo na consciência. Quando os chineses traduziram termos buddhistas indianos em caracteres chineses, sati se tornou um caractere com duas metades: a metade superior é o caractere para “momento presente” e a metade inferior … Continue lendo

TCA – As Tempestades da Vida Espiritual

 


~ por Gil Fronsdal ~

As Tempestades da Vida Espiritual

Através do esforço, atenção,

Moderação e autocontrole,

O sábio pode tornar-se uma ilha

Nenhuma inundação o oprimirá.

- Dhammapada 25

 

Esperar que a prática buddhista implique apenas alegria e facilidade é ingênuo. É mais realista esperar tanto a alegria quanto a tristeza, a facilidade quanto a luta. Se a prática é se envolver com a nossa vida completa, portanto, inevitavelmente vamos praticar em tempos de crise, perda ou de penosa autoconfrontação. Certamente seria bom negociar esses momentos com calma, … Continue lendo

TCA – Como a Vigilância Funciona e Quando Não Funciona

.

~ por Gil Fronsdal ~

Como a Vigilância Funciona e Quando Não Funciona

Como um peixe fora da água,
Jogado em solo alto,
A mente se debate
Na tentativa de escapar o comando de Mara.
– Dhammapada 34

Ao praticar a vigilância, pode ser útil recordar que a prática funciona mesmo quando não parece funcionar. Talvez isto seja melhor explicado com uma analogia.

Considere um córrego de montanha onde a água é bastante clara, e parece plácida e quieta. Mas se você … Continue lendo

TCA – A Prática da Observação Vigilante

fronsdal3winter2002

.

~ por Gil Fronsdal ~

            Atento entre os desatentos,

            Desperto entre os adormecidos.

            O sábio avança

            Como um cavalo ágil deixa para trás um enfraquecido.            

                       - Dhammapada 29

 

A Prática da Observação Vigilante

No Mahāparinibbāna Sutta, a escritura que registra os últimos ensinamentos do Buddha, o Buddha resume o que descobriu com o seu que despertar e o que ensinou durante seus 45 anos como professor. Significativamente, não descreve uma série de doutrinas ou um sistema de crenças, mas … Continue lendo

TCA – Intolerância ao Sofrimento

.

~ por Gil Fronsdal ~

            Porque o riso, que a alegria

            Quando as chamas estão sempre ardendo?

            Cercado pela escuridão

            Não deveria você buscar a luz?

            – Dhammapada 146

 

Intolerância ao Sofrimento

O Buddhismo é frequentemente considerado uma religião de tolerância. De muitas maneiras o é. Mas um tipo particular de intolerância surge à medida que praticamos: intolerância ao sofrimento. Eu uso a palavra “intolerância” para ser deliberadamente provocativo, para incentivá-lo a refletir sobre o sofrimento e as questões que o cercam.

Levar o sofrimento a sério é … Continue lendo

TCA – As Quatro Nobres Verdades 2

.

~por Gil Fronsdal ~

A Verdade da Causa do Sofrimento

A palavra dukkha, que traduzimos como sofrimento, é intimamente conectada à palavra sukha, que significa felicidade. Ambas têm a mesma raiz: – kha, que significa, etimologicamente, o centro de uma roda. O du - significa o “mau”, enquanto su significar “bom”.  Portanto etimologicamente, dukkha significa “uma roda fora de equilíbrio” ou “uma roda descentralizada”.

A Segunda Nobre Verdade diz que o que nos torna descentralizados, que causa nosso sofrimento, é a ânsia. Em pāḷi, a palavra é taṇḥa, que significa literalmente sede. É traduzida às vezes como … Continue lendo

TCA – As Quatro Nobres Verdades 1

Gil Fronsdal

.

~ por Gil Fronsdal ~

 

            Apenas este é o caminho.
            Para purificar sua visão, não há nenhum outro.
            Siga-o
            E você desnorteará Māra.
            Siga-o
            E você irá pôr fim ao sofrimento.

 As Quatro Nobres Verdades

Em uma ocasião, o Bem-Aventurado estava residindo em um bosque em Kosambi. Então o Bem-Aventurado pegou algumas folhas em sua mão e dirigiu-se aos bhikkhus assim: “O que vocês pensam bhikkhus, o que é mais numeroso: estas poucas folhas em minha mão ou naquelas … Continue lendo


Blog Widget by LinkWithin