O Avaliador dos Preços

Quanto valem os cavalos?

Quanto valem os cavalos?

O Avaliador dos Preços [Tolice]

Muito tempo atrás e muito distante, havia um rei que governava em Benares, no norte da Índia. Um de seus ministros era chamado de Avaliador Real dos Preços e ele era um homem muito honesto. Seu trabalho era definir o preço justo por tudo aquilo que o rei queria comprar ou vender.

Em algumas ocasiões, o rei não gosta de suas avaliações. Por vezes, o lucro não era tão grande quanto ele queria. Outras vezes, ele não queria pagar tanto ao comprar; ou vender pelo que ele pensava não ser suficiente. Então, ele decidiu mudar de Avaliador.

Um dia ele viu um jovem de boa aparência e pensou: “Este homem vai ser bom para o cargo de Avaliador”. Assim, ele dispensou o primeiro Avaliador, que era honesto, e nomeou este homem para o cargo. O homem pensou: “Devo fazer o rei feliz comprando a preços muito baixos e vendendo a preços muito altos”. Então, sem se importar com o valor de cada coisa, ele definia preços absurdos. Ele conseguiu muito dinheiro para o rei ganancioso e o fez muito feliz. Enquanto isso, todos os outros que lidavam com o novo avaliador de preços, incluindo outros ministros do rei e pessoas comuns, tornaram-se muito infelizes.

Um dia um comerciante de cavalos chegou em Benares com 500 cavalos para vender. Havia garanhões, éguas e potros. O rei convidou o comerciante ao palácio, e chamou o seu avaliador real de preços para definir um preço pelos 500 cavalos. Pensando apenas em agradar ao rei, ele disse: “Toda a tropa de cavalos vale uma xícara de arroz”. Então, o rei ordenou que uma xícara de arroz fosse paga ao vendedor de cavalos, e todos os cavalos foram levados para os estábulos reais.

É claro que o comerciante estava muito chateado, mas ele não podia fazer nada no momento. Mais tarde, ele ouviu falar sobre o antigo avaliador, que tinha a reputação de ser muito justo e honesto. Assim, ele aproximou-se dele e disse-lhe o que tinha acontecido. Ele queria ouvir a sua opinião, a fim de obter um preço adequado do rei. O ex-avaliador de preços disse: “Se você fizer o que eu digo, o rei será convencido do valor real dos cavalos. Volte para o avaliador de preços e o satisfaça com um presente valioso. Peça-lhe para dizer o valor de um copo de arroz, na presença do rei. Se ele concordar, venha e me diga. Irei com você até o rei”.

Seguindo esse conselho, o comerciante foi até o avaliador de preços e lhe deu um presente valioso. O presente deixou-o muito feliz, de modo que ele viu o valor de agradar o negociante de cavalos. Em seguida, o comerciante disse-lhe: “Eu fiquei muito feliz com a sua avaliação anterior. Você pode, por favor, convencer o rei do valor de uma xícara de arroz?” O tolo avaliador disse: “Por que não? Vou explicar o valor de uma xícara de arroz, diante do próprio rei”.

Assim, o avaliador de preços achava que o negociante de cavalos estava satisfeito com sua xícara de arroz. Ele providenciou outra audiência com o rei, com a desculpa de o comerciante estar retornando a seu próprio país. O comerciante informou ao antigo avaliador acerca da audiência e ambos foram juntos ver o rei.

Todos os ministros do rei e toda sua corte estavam na sala de reunião real. O comerciante de cavalos, disse ao rei: “Meu senhor, eu entendo que, neste seu país, todo a minha tropa de 500 cavalos vale uma xícara de arroz. Antes de eu voltar para casa, quero saber o valor de uma xícara de arroz em seu país”. O rei se virou para o seu avaliador real de preços e disse: “Qual é o valor de uma xícara de arroz?”

O tolo avaliador de preços, a fim de agradar o rei, tinha avaliado previamente a tropa de cavalos por uma xícara de arroz. Agora, depois de ter recebido um suborno do negociante de cavalos, ele queria agradá-lo também. Então, ele respondeu ao rei, de forma solene: “Alteza, uma xícara de arroz vale toda a cidade de Benares, incluindo até mesmo seu harém, bem como os arredores da cidade. Em outras palavras, vale todo o reino de Benares!”

Ao ouvir isso, os ministros reais e sábios presentes no salão começaram a dar gargalhadas. Quando se acalmaram um pouco, disseram: “No início ficamos sabendo que o valor do reino era incalculável. Agora, sabemos que toda Benares, com seus palácios e mansões, vale apenas uma xícara de arroz! A decisão do Avaliador Real de Preços é muito estranha! Onde é que Vossa Alteza encontrou tal homem? Ele é bom apenas para agradar a um rei como o senhor, não para definir preços justos para um comerciante que vende seus cavalos de um país para o outro.

Ouvindo os risos de toda a sua corte e as palavras de seus ministros e conselheiros, o rei ficou envergonhado. Então, ele trouxe de volta o antigo avaliador de preços para a sua antiga posição. Ele concordou com um preço justo para a tropa de cavalos, conforme definido pelo avaliador honesto. Tendo aprendido a lição, o reino, juntamente com seu rei, viveu de forma justa e prosperou.

A moral da história é: Um tolo em um alto cargo pode trazer vergonha até mesmo para um rei.


Traduzido por Derley Alves
com a permissão dos detentores do copyright
© 2013 Edições Nalanda

* Se você tem habilidades linguísticas e gostaria de traduzir e dispor suas traduções em nossa sala de estudos para que mais pessoas possam ter acesso aos ensinamentos do Dhamma, nós o/a convidamos para entrar em contato conosco. Precisamos de tradutores do espanhol, inglês, alemão e outras línguas.