Por que acabar com o sofrimento?

~Ven. Nyanaponika Thera ~

O Buddha declara que ele ensina o Dhamma pelo simples propósito de guiar os seres em direção à libertação do sofrimento. Se, movidos pelos ensinamentos, decidimos dar fim ao sofrimento, é de grande importância que entendamos o problema do sofrimento claramente em suas verdadeiras larguras e profundidades. Se nossa compreensão do problema é ofuscantemente incompleta, nosso empenho em eliminá-lo também será incompleto, incapaz de acumular a força necessária para gerar resultados satisfatórios.

Quando nos perguntam: “Por que acabar com o sofrimento?”, a resposta óbvia é a de que esse é um … Continue lendo

A atenção às coisas comuns

.

~ por Ajahn Sumedho ~

(ensinamento dado durante um retiro)

Na próxima hora, vamos praticar a meditação andando, que usa o movimento do andar como objeto de concentração. Para isso, leve sua atenção ao movimento dos pés e à pressão do pé quando entra em contato com o chão. Vocês podem usar o mantra “buddho”, “bud” para o pé direito, “dho” para o pé esquerdo, ao longo de todo o caminho da meditação ou “jongron”. Vejam se vocês conseguem estar totalmente presentes, atentos a sensação do … Continue lendo

A vida é uma oportunidade para a prática

meditação budista

~ Ven. Ajahn Sucitto ~

Boas vindas ao dia que chega! Uma atitude de alegria consiste em acolher o que chega, o que quer que chegue, seja qual for a maneira pela qual chegue. A idéia de que há qualquer coisa a se obter ou a acontecer nos transporta para um estado mental no qual estamos perpetuamente selecionando, separando, escolhendo. Estado no qual nós podemos oscilar entre o desejo dos objetos sensoriais e o desejo de conhecer mais, o desejo de … Continue lendo

A Família Humana

familia

.

~ por Ajahn Sumedho: “Viver a vida religiosa é um doar de si mesmo – ao Dhamma, a Deus ou a qualquer coisa que seja a verdade suprema em uma religião particular. O propósito do monasticismo é o de vocês se doarem completamente. Vocês se libertam do desejo por recompensa pessoal ou reconhecimento de qualquer tipo, apenas para serem capazes de se tornar um bom monge ou monja e se doar totalmente aos refúgios do Buddha, do Dhamma e da Sangha.O ideal da vida familiar é para o homem e a mulher se unirem para se entregarem … Continue lendo

Do Coração Para a Cabeça

.

por Thanissaro Bhikkhu

O Buddha diz simplesmente que há ações que levam ao prazer e ações que levam à dor. O kamma não diz respeito a pessoas, é simplesmente uma questão de ações e resultados. Boas pessoas podem ter algumas más ações cometidas em seu passado. Pessoas que parecem horríveis podem ter feito coisas maravilhosas. Nunca se sabe. Portanto, não é uma questão de se uma pessoa merece ou não merece prazer ou dor. Há simplesmente o princípio de que as ações têm resultados e que sua experiência atual de prazer ou dor é o … Continue lendo

Dukkha

.

por Ven. Dhammika

No seu primeiro sermão feito em Benares, a ‘Roda da Lei’, o Buddha exprimiu aquilo que representa o coração de seu ensinamento. Ele disse:

Esta é a primeira nobre verdade: tudo é dukkha. O nascimento é dukkha, a vida é dukkha, a velhice, a doença, a morte são dukkha. Estar unido àquilo que não se ama é dukkha. Não realizar seus desejos, não realizar suas necessidades são dukkha. Já que isto é um fato, então trabalhem sem descanso. Vocês devem ter três metas na vida, já que a vida é assim: a primeira meta … Continue lendo

A Vida Harmoniosa | Theravada

Ayya Khema

.

por Ayya Khema

Ayya Khema

Quando cantamos juntos, temos que ter ritmo e harmonia. Devemos prestar atenção ao tempo e às outras pessoas ou ficaremos fora de sintonia. O mesmo é verdade quando vivemos juntos. Temos que prestar atenção aos outros, sentir nossa sensação de estar juntos, e criar harmonia. As pessoas precisam disso como fundamento para viver com habilidade.A vida habilidosa geralmente se estraga porque nenhum de nós tem nem harmonia nem atenção ao nosso tempo apropriado. E o que criamos no mundo se torna uma imagem espelhada do … Continue lendo